Topo Espião NF-e Lab
Espião NF-e Lab

Quando utilizar a Tabela CFOP?

banner Espião NF-e

O Código Fiscal de Operações e Prestações (CFOP), como o nome indica, compreende códigos dispostos em uma tabela com quatro números que possibilitam a circulação de mercadorias e serviços de transporte entre municípios, estados e países. Entender o que é, e quando utilizar a tabela CFOP é indispensável para que suas operações estejam de acordo com o que é estabelecido pela Receita Federal.

Vale destacar que ela é obrigatória em qualquer operação das empresas – seja entrada ou saída, mercadorias, prestação de serviços ou bens. Para elucidar sobre o assunto, trazemos no artigo o que é e quando utilizar a tabela CFOP para que seu negócio cumpra e esteja de acordo com todas as determinações fiscais acerca do tema.

O que é CFOP?

Como dito acima, a CFOP é um código composto por quatro números e que ajuda a identificar se há a necessidade ou não do recolhimento de impostos. Diferente do que se convenciona, essa operação deverá constar, além das notas fiscais, os livros fiscais e conhecimentos de transportes.

O código facilita a identificação do item, através de três formatos para entrada (1, 2, 3) e outros três para a saída (5, 6 e 7). A operação 4 inexiste. Para exemplificar:

  • 1.000: toda entrada de dentro do próprio estado;
  • 2.000: toda entrada de outros estados;
  • 3.000: toda entrada de outros países;
  • 5.000: toda saída de dentro do próprio estado;
  • 6.000: toda saída de outros estados;
  • 7.000: toda saída de outros países.

Exemplos comuns de CFOP

Vamos aos exemplos práticos de códigos utilizados pela tabela CFOP:

  • 1.102: um item muito comum que mostra um produto que foi comprado para ser comercializado dentro do seu estado;
  • 2.102: outra compra feita para a comercialização, mas vinda de um estado diferente;
  • 3.556: aquisição de um produto de outro país para uso ou consumo;
  • 5.901: produto remetido para industrialização através de encomenda;
  • 6.911: produto remetido como amostra grátis para um terceiro;
  • 7.358: prestação de serviço para transporte em outro país.

Quando utilizar a tabela CFOP?

Conhecendo mais sobre o código, chegou o momento de entender quando é necessário utilizar a tabela CFOP dentro do seu negócio. Há várias aplicações – de obrigatórias até as que fazem parte do planejamento da empresa. Entre as aplicações estão:

- Toda a entrada ou saída de produtos, bens e serviços, pois é obrigatória na emissão de notas e documentos fiscais;

- Para analisar a entrada e saída de produtos ou mercadorias dentro da sua empresa através do código, permitindo melhor planejamento e gestão;

- Identificar quais produtos, bens e serviços são tributáveis, dando mais transparência à empresa, sem problemas com o Fisco e evitando pagar impostos que são isentos;

- Melhor gestão de estoque e controle de pedidos, alinhados dentro de um sistema interno que permita a automação e centralização destes dados.

Benefícios para o seu negócio

Ou seja: além da ordem fiscal e contábil, a tabela CFOP pode ser utilizada para a gestão administrativa da empresa, por integrar os produtos e/ou serviços que chegam e saem da sua empresa. Por fim, vale destacar: muitos negócios utilizam o CFOP como diferencial competitivo ao entender qual é a maior taxa de saídas do que comercializam. Fica a dica.


  Consultar Nota Fiscal

Veja também:

Tabela CFOP 2019: conheça os novos códigos incluídos (Ajuste 7/19)



Quando utilizar a Tabela CFOP

Espião NF-e agente

Avalie este artigo