Loja Virtual: A Nota Fiscal é obrigatória?

autor Espião NF-e
Espião NF-e
Capa post

Uma prática que vem crescendo cada dia mais pelos consumidores é a compra pela internet. É possível encontrar praticamente tudo à venda na web, como, por exemplo, roupas, acessórios, comidas, brinquedos, ingressos para cinemas, festivais, shows, teatro, entre outras. As lojas virtuais dominaram o mercado.

Uma dúvida que surge muito, tanto entre os consumidores quanto entre os que vendem pela internet, é se existe a necessidade de emitir nota fiscal. A resposta para esse questionamento é que sim, é obrigatório fazer a emissão da nota fiscal.

Outro ponto importante para ressaltar é que, caso não haja a emissão da nota fiscal, a empresa responsável pela venda do produto pode sofrer sanções por parte do governo. Muitos pensam que por se tratar de uma venda pela internet passa a ser algo informal, porém isso não existe. Não emitir a nota fiscal é ilegal.

A importância de emitir a nota fiscal em sua loja virtual

A emissão da nota fiscal eletrônica em sua loja virtual é importante porque ela assegura a retirada de impostos por aquilo que foi comprado, tanto da parte do comprador como pelo responsável pela venda. Vale lembrar que a fiscalização por parte da Secretaria da Fazenda em cima disso é bem rigorosa. Isso porque ela tem um mecanismo que possui todas as informações com base nos cadastros das empresas. Não podemos esquecer que sonegar impostos é crime.

NF-e (Nota Fiscal Eletrônica)

Desde 2006, é obrigatório que as empresas se adéquem ao projeto de NF-e (Nota Fiscal Eletrônica) que está dentro do SPED (Sistema Público de Escrituração Digital). As lojas que ainda não passaram a emitir a nota fiscal por esse modelo podem se prejudicar. Isso porque todas as informações não serão passadas da maneira ideal. Com isso, o produto poderá ser bloqueado ou extraviado pela fiscalização. Caso isso ocorra, a empresa ou loja em questão poderá prejudicar a sua imagem com o cliente.

Documentos necessários para emitir nota fiscal

Primeiro de tudo é necessário ter um CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica). Ele serve mais ou menos como o CPF serve para uma pessoa física. É um cadastro de empresa que pode ser obtido de algumas maneiras. O próximo passo é providenciar um certificado digital. Vale ressaltar que qualquer empresa que possua um CNPJ consegue esse certificado. Também é necessário se cadastrar na SEFAZ (Secretaria da Fazenda).

Emissor de nota fiscal

Depois de conseguir todos os documentos citados acima, o interessado deve escolher algum software que emita nova fiscal. Vale explicar aqui que existem programas que fazem isso de maneira gratuita, porém tem também aqueles que são pagos. Nunca se esqueça que os que estão disponíveis gratuitamente tem algumas restrições em relações aos pagos. Por isso é importante saber bem a sua necessidade para fazer a escolha correta.

Uma dica importante é deixar tudo organizado em alguma pasta ou planilha com a finalidade de arquivá-las para que não haja qualquer tipo de problema caso você em algum momento necessite recorrer a essas notas fiscais antigas. Não há problemas em deixá-las no computador, desde que sejam salvas de maneira correta e não corra nenhum risco de perder essas notas.

Descobrir as notas fiscais emitidas contra o CNPJ

Com o aumento da tecnologia os riscos aumentaram, especialmente na internet, e por isso, a segurança de sua empresa é mais do que necessária. É vital. Fraudes se tornaram comuns, e agora são o pior pesadelo dos portadores de CNPJ. Portanto, o software Espião NF-e tem o principal objetivo de cuidar de todos os seus documentos fiscais e de descobrir quais notas fiscais foram emitidas contra o seu CNPJ, além de arquivar todos os arquivos XML com segurança e organização. O trabalho que o Espião se compromete a fazer não só irá economizar tempo, mas também irá evitar muitas dores de cabeça e problemas.

Para saber mais sobre o assunto, acesse o nosso site e veja nossos conteúdos!



Loja Virtual: A Nota Fiscal é obrigatória

Veja também